Centro Paula Souza
Governo de São Paulo
  • Tuesday, May 26, 2015
  • |
  • |
  • |

Pesquisar

 
 

Projeto de aluno da Fatec Itapetininga será apresentado na Rio +20


24 de Abril de 2012

Despachar cargas em contêineres via teleférico. A ideia de Jorge Saito, aluno do curso superior tecnológico de Comércio Exterior da Faculdade de Tecnologia (Fatec) Itapetininga, será apresentada na Rio + 20, a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, que acontece entre os dias 20 e 22 de junho. 

De volta à sala de aula aos 65 anos, Saito pretendia desenvolver uma forma de transporte ecologicamente correta que pudesse diminuir o tráfego de veículos pesados entre o litoral e a capital paulista. Seu projeto prevê a utilização de um sistema de cabos de aço suspensos conhecido como Cable Car para transportar carga dentro de contêineres a partir de um terminal na região de Itapetininga/São Miguel Arcanjo, no Vale do Ribeira, atravessando a Serra do Mar pela região de Sete Barras e Registro e chegando ao Porto de Iguape.

O sistema funciona como um teleférico: o contêiner que desce puxa aquele que sobe. Esse contrapeso utiliza pouca energia elétrica. O impacto ambiental da instalação também é pequeno, uma vez que requer apenas a construção de torres, sem necessidade de desmatamento.

“A Fatec possibilitou o desenvolvimento do meu projeto. Apresentá-lo na Rio + 20 é minha contribuição para o crescimento da região, pois é um estudo de baixo custo de implantação, se comparado às grandes obras no setor, e totalmente viável”. O projeto de Saito foi um dos três elaborados por estudantes de instituições de ensino públicas selecionados para participar da Rio+20.

Saito partiu de um estudo realizado pela Faculdade de Engenharia Industrial (FEI), segundo o qual em uma hora é possível movimentar 150 contêineres subindo carregados e outros 150 descendo vazios a uma velocidade de 15 km/h. Como cada contêiner comporta o equivalente à carga de um caminhão, de aproximadamente 25 toneladas, estima-se que o sistema funcionando na capacidade máxima consiga retirar das estradas 3,6 mil caminhões.


O dono da ideia

Formado em engenharia civil e com pós-graduação na área ambiental, Saito resolveu voltar aos estudos aos 65 anos prestando vestibular para o curso superior tecnológico de Comércio Exterior da Fatec. Seu objetivo era aplicar os conhecimentos aprendidos em sala de aula na área de agronegócio, mais especificamente em exportação para a China – o estudante fala mandarim e dá aulas gratuitas do idioma para alunos da Fatec.
“Cursar uma faculdade com mais de 60 anos é uma experiência fantástica. Tenho certeza de que contribuo com o curso e com os colegas”, afirma.

  • Twitter
  • Facebook
  • Tumblr
  • YouTube
  • Google Buzz
  • Picasa
  • Instagram
  • Linkedin
  • Compartilhar
 

Notícias


Mais notícias

 
 

Mapa do Site Mapa do Site

© Copyright 2014 - Centro Paula Souza - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por AssCom